21/04/2021

 

Entre os meios de transporte que poderá encontrar e utilizar para as suas deslocações na cidade de Madrid encontram-se as bicicletas elétricas, cada vez mais utilizadas para se deslocar de forma prática, simples e cuidando do meio ambiente e da sua saúde.

Para as companhias que proporcionam serviços de transporte alternativo, limpo e saudável, como as bicicletas elétricas, a adaptação fotovoltaica das estações para a recarga é uma excelente oportunidade de fechar o ciclo do consumo renovável e potenciar a mobilidade elétrica.

O que há de novo e particular neste sistema ao incluir um sistema fotovoltaico? Que a recarga das bicicletas elétricas se pode fazer através de sistemas de produção de eletricidade renovável sem estar ligada à rede elétrica, ou seja, realizando a operação de recarga de forma totalmente autónoma.

Suministros Orduña participou no desenvolvimento deste projeto com uma conhecida empresa madrilena deste setor e, depois de conhecer as necessidades particulares e realizar um estudo e partilha de ideias e opções com todas as partes interessadas no projeto, decidiu-se conceber um sistema autónomo de produção de energia elétrica em 3 estações num bairro de Madrid. O que diferencia estes sistemas é que a produção de eletricidade é de origem fotovoltaica. Além disso, alcançam a autonomia graças ao sistema de armazenamento com baterias de fosfato de lítio.

Os sistemas de produção consistem numa pérgula solar com painéis Canadian Solar com tecnologia bifacial, inversores de bateria da Victron Energy e armazenamento de fosfato de lítio do fabricante BYD. Esta solução, definida pela Suministros Orduña e desenvolvida pela Iberdrola para a BiciMAD, permite avançar na autossuficiência na produção e utilização de energias renováveis ​​para a mobilidade urbana em Madrid.

Estas 3 novas estações já estão a funcionar com total autonomia e permitem recarregar todas as bicicletas elétricas graças à energia produzida por cada pérgula fotovoltaica.

Portal Victron planta movilidad eléctrica Madrid.

Imagens do sistema de monitorização e gestão do sistema autónomo. (Portal Victron Energy VRM)

 

Este novo projeto que permite ampliar as opções de mobilidade elétrica na cidade de Madrid tem sido possível graças ao conhecimento e experiência em aplicações fotovoltaicas das empresas participantes no projeto, entre as quais se encontras a  Suministros Orduña, empresa especializada na distribuição de material fotovoltaico e assessoria em soluções técnicas para profissionais.

Da Suministros Orduña, Pablo Sarrasín, Diretor Comercial, explica como tem sido importante e satisfatório trabalhar para o desenvolvimento dessas instalações: “este projeto foi um novo desafio para a Suministros Orduña. Graças à boa coordenação com as demais empresas participantes no desenvolvimento do projeto, a nossa experiência acumulada no sector fotovoltaico e ao bom relacionamento com os principais fabricantes, conseguimos desenvolver a melhor solução, ajudando a promover a mobilidade eléctrica”.

Com este projeto continuamos a ver como a energia fotovoltaica pode participar com sucesso em todas as aplicações de produção de energia e ficar cada vez mais perto da autossuficiência total.